sábado, 19 de novembro de 2016

Direitos iguais, mas um pouco mais iguais para suas excelências

Essa ordem judicial mandando o Garotinho para um hospital particular dada pela ex-advogada de campanha daquela senhora que sofreu impeachment - e que é um dos milhares de Lewandowskis deixados pelo PT como entulho nos tribunais superiores - torna urgente acrescentar um artigo na constituição avisando que o indivíduo que passa em concurso público para cargos que dão direito à comitiva e carro oficial ou o que consegue mandato eletivo tem salvo-conduto para subtrair o que bem entender sem ser importunado.
Afinal, se o SUS que está "bom demais" para a ralé não é bom o bastante para a turma do Sírio e Libanês e da Rede D'Or, se as escolas que servem para os filhos do populacho não são boas para suas proles aveludadas e se os transportes públicos que tão bem servem à chusma não são adequados aos seus traseiros acostumados com bancos de couro, as leis que valem para o "resto" não podem e nem devem valer para eles.
Seria muita espetacularização da justiça, atentado ao estado de direito e fascismo tratar todos igualmente perante a justiça (aspas aqui) brasileira.
0 Comentários