terça-feira, 8 de novembro de 2016

Eleição americana for dummies


Para você que não sabe a diferença entre Alaska e Nebraska, um pouco sobre a eleição americana.
- A eleição americana é sempre na primeira terça depois da primeira segunda de novembro, ou seja, é sempre de 2 a 8 de novembro.
- Isso porque como o país era rural, os deslocamentos longos e a eleição não podia atrapalhar os dias religiosos e o dia do mercado (quarta) era preciso dar tempo para as pessoas das áreas rurais se deslocarem até os centros e voltar a tempo de participar dos mercados na quarta.
- Cada lugar do tem cédulas e sistemas de votação diferentes. Pode ser touch screen, cartão perfurado, bilhete marcado, etc.
- A contagem é feita localmente, para diminuir os riscos de fraude.
- Nos EUA o resultado da eleição não "espera o Acre". Conforme finaliza o horário (de acordo com o fuso) em cada estado, a apuração começa e os números saem mesmo com outros estados ainda votando.
- Fato curioso: ao saber os primeiros resultados nos estados que terminam primeiro, eleitores de estados que ainda estão com a votação aberta correm para votar e "ajudar" seu candidato.
- Além de eleger presidente, congressistas, governadores, juízes e até xerifes, eles votam referendos sobre tudo, desde maconha até impostos e orçamentos do governo.
- Essa quantidade de escolhas pode fazer com que as cédulas de votação cheguem a ter tamanhos bem consideráveis com até mais de uma página.
- Etiquetas de alimentos, casamento entre pessoas do mesmo sexo, impostos para custear bolsas estudantis, TUDO vai para a cédula e o eleitor decide.
- Em 2012 somente a Califórnia teve 11 proposições na cédula. Cada estado coloca o que quiser resolver ali, independente do governo central.
- Boca de urna? Pode. Tirar foto do voto? Pode. Votar antes do dia da eleição? Pode. Se arrepender e depois cancelar para votar de novo (no voto antecipado)? Pode.
- Astronautas americanos na estação espacial podem votar do espaço.
- Mesmo assim eles podem decidir não votar, já que o voto é facultativo no país, o que faz com que os partidos dediquem muito esforço na operação "GOTV - get out the vote", ou "busque o voto".
- Nem sempre quem ganha o voto popular leva. Cada estado tem direito a um certo número de votos eleitorais de acordo com o tamanho de sua população e este colégio eleitoral é que elege o presidente.
- Alguns estados utilizam o sistema "winner take all", onde o vencedor fica com todos os delegados do estado (por exemplo, a Flórida e o Texas) e outros dividem estes delegados de acordo com os distritos eleitorais, como o Maine.
- A Califórnia é um estado considerado "sólido" para os democratas, que ganham seus 55 votos eleitorais desde a eleição de Bill Clinton em 1992.
- Já o Texas é uma fortaleza dos republicanos, que ganham seus votos eleitorais desde 1980, com Ronald Reagan.
- Essa característica faz com que os candidatos a presidente sequer façam campanha em estados tradicionalmente vencidos pelo adversário, já que perder por um voto ou um milhão não faz diferença.
- Por isso praticamente não há campanha em estados como Oregon (democrata) ou Idaho (republicano).
- Desde 1968 o Kansas só dá a vitória aos republicanos.
- Desde 1964 o democratas vencem no Distrito de Columbia.
- O símbolo dos democratas é um burro, o presidente Andrew Jackson (1828) era chamado por adversários de "burro" e passou a adotar a imagem como desafio, que se popularizou.
- Em 1872, o cartunista Thomas Nast fez uma charge colocando um burro na pele de um leão e assustando os animais no zoológico, no mesmo desenho ele colocou um elefante correndo com a legenda "voto republicano", partido que acabou adotando o elefante como seu símbolo.
- Hillary não é a primeira mulher candidata a presidente, mas Victoria Woodhull em 1872, pelo "partido dos direitos iguais". Ela foi uma "sufragista", ativista pelo direito das mulheres ao voto.
- Franklin D. Roosevelt foi eleito presidente quatro vezes, antes da 22ª emenda constitucional limitar a dois mandatos as reeleições.
- Uma vez eleito e reeleito nos Estados Unidos, um presidente nunca mais pode se candidatar ao cargo.
- Antes de 1804, o segundo colocado ganhava o cargo de vice-presidente como prêmio de consolação.
- Quem será que leva esse ano?
0 Comentários