quarta-feira, 15 de março de 2017

Lula e os analfabetos

Alguém deveria avisar ao Lula que todos, sem exceção, nascem analfabetos.
Logo a mãe dele não era especial porque saiu da barriga da mãe sem saber ler ou escrever ou Lula é especial porque apesar de não ter um trabalho formal há quatro décadas, não se preocupou em deixar de ser um semi-analfabeto.
Eu entendo quem conta histórias como "minha mãe era analfabeta até adulta, estudou, se formou em medicina e hoje é uma mulher bem sucedida" ou "meu avô tinha que ir a cavalo até a faculdade de direito mais próxima e foi promotor".
Mas "fulano nasceu e morreu analfabeto"? Qual é o mérito nisso? É como dizer que o Rubinho e o Massa são os maiores pilotos da história da Fórmula 1 só porque começavam e terminavam seus campeonatos fora do primeiro lugar.
Lula é uma ode à mediocridade personificada. Um sujeito que alega ganhar "uns 50 mil por mês" (se diz pobre, mas trata 50 mil reais mensais como dinheiro de bico) e que até hoje faz questão de exaltar os benefícios da falta de educação e de estudo.
É a cara desse Brasil quebrado e falido financeira e moralmente que o PT deixou para trás.
E se tem algo que alivia o fato da sua mãe ter nascido e morrido analfabeta, é que nem de longe é a pior coisa que ela fez. Ter criado o arquiteto da maior destruição da história de um país pesa muito mais no currículo.
Como dizem que a culpa é sempre da mãe, talvez umas chineladas a mais tivessem poupado hoje tanto trabalho ao juiz Sérgio Moro.
0 Comentários