quarta-feira, 12 de abril de 2017

A guerra à medicina

Já notaram a amplificação de denúncias sobre brincadeiras, trotes e babaquices acadêmicas SEMPRE ligadas à medicina? Médicos praticando "absurdos", casos de maus tratos, displicência.
Vocês não percebem aí a vingancinha da esquerda pelo episódio dos médicos-escravos cubanos, quando a classe se uniu e foi contra a manobra do PT para enviar dinheiro para sua ditadura comparsa em Cuba?
De uma hora para outra uma medicina respeitada no mundo inteiro passou a ser composta por acadêmicos nazistas, médicos racistas, cirurgiões machistas, tudo de pior nesse mundo.
De repente uma doula sabe mais que um obstetra, a tia da terapia alternativa é muito mais humana do que o médico da família e todos os passadores de receita estão mancomunados com a indústria farmacêutica para te deixar mais doente.
Denúncias histéricas, exageradas ou mentirosas, exposição ilegal da imagem, calúnia, injúria, difamação. A fórmula é a mesma: uma parteira ou grupo feminista lança a "denúncia", aqueles sites de quem tem queijo no sovaco replicam, a berraria sobe de volume e carreiras são destruídas, pessoas prejudicadas e uma falsa noção de "uau, que medicina desumana é essa?" é espalhada de maneira fraudulenta.
Desconfiem. Onde tem muito petista, psolento e ativista no meio nada de bom pode sair, pelo menos não para você.
0 Comentários