segunda-feira, 7 de agosto de 2017

O desacanalhamento do Brasil

A transformação do Brasil em um país menos patife passa pelo fim da estabilidade do funcionalismo público. Não é compatível com a decência.
Por isso é que a reforma mais urgente no Brasil é a do serviço público: fim da estabilidade, teto, demissão em massa, redução drástica de cargos em comissão.
O cara muitas vezes pensa que estudar para uma prova na vida e depois nunca mais fazer nada é mérito. Mérito tem é quem está na iniciativa privada, produz e ainda é sugado em impostos para sustentar um monte de barnabés que só atrapalham e atrasam a sua vida.
Quero ver quem vai fazer concurso sabendo que acabou essa história de paletó na cadeira, greve remunerada e viver como se estivesse de férias, com a garantia de que não importa o serviço que preste - bom ou ruim - o seu salário pago pelos outros estará na conta no fim do mês.
O funcionalismo público é uma das chagas da desigualdade que afrontam esse país e isso precisa mudar.
0 Comentários