terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Um espaço geográfico delimitado nem sempre é um país


Alguém teve a excelente idéia de colocar tomadas USB para carregar celulares e tablets num transporte público. 

Como sabemos, todo ser humano necessita de oxigênio, água, alimento e uma tomada USB para carregar baterias.

Só que no Brasil, pátria do povo alegre, hospitaleiro, festeiro e gente boa, nada é tão simples: um cidadão exemplar resolveu entupir a tomada com chiclete, certamente para facilitar a vida do seu semelhante.

Imagine ficar sem bateria e precisar fazer uma ligação, mas a tomada que poderia te ajudar está cheia de chiclete babado de alguém que achou engraçado vandalizar algo que pode servir a todos, inclusive ele mesmo ou a sua própria mãe um dia?

O que o brasileiro faz nas urnas (ou declara sem pudor aos institutos de pesquisa) elegendo e dando poder a quadrilheiros, mafiosos, facínoras e psicopatas da pior espécie é apenas o reflexo do que faz no seu dia a dia.

Não é um país, mas um espaço geográfico habitado por gente que não faz a menor questão de tentar que a sua existência não seja um obstáculo para a existência do próximo.

Seja por lucro fácil de dinheiro sujo, seja apenas por espírito de porco.
0 Comentários