segunda-feira, 26 de março de 2018

Se preocupe agora, para não se arrepender depois

Se você ainda não está preocupado com o que pode acontecer com o Brasil, é melhor começar a ficar. A menos que more no exterior e não tenha planos de retornar.

O colapso da narrativa esquerdista junto aos cidadãos provocou uma exacerbação das suas posições em todos os níveis da sociedade. Não é segredo que jornais, TVs, artistas variados, professores, sindicalistas, ONGs, são todos de esquerda. De uns, sustentados pelos partidos esquerdistas, nem se espera isenção, de outros caberia ao menos fingir.

Mas não estamos em tempo de fingimento, eles precisam salvar sua ideologia falida e sua seita, o PT e seus satélites, do iminente desastre eleitoral. Ligue a TV e assista um noticiário ou programa de entrevistas, abra um dos grandes jornais, acesse um portal e o que verá é pura e simplesmente propaganda e desinformação.

Até comediantes e comentaristas esportivos entraram na onda.

Caso você não seja petista ou militante do PSOL, você é um branco, insensível, golpista, fascista, espalhador de fake news que não merece respeito, dignidade ou qualquer liberdade, seja de expressão, associação ou mesmo de defesa.

Nos últimos dias a obsessão é transformar a vereadora assassinada Marielle Franco numa espécie de Che Guevara dos Arcos da Lapa. É a companheira da Marielle, a ligação do Papa para a família da Marielle, o grafite em homenagem à Marielle, o rap sobre a Marielle, o programa de debates falando da Marielle, o documentário contando a vida da Marielle. Em breve aguardo o álbum de figurinhas da Marielle.

A tragédia, que serviu de palanque, agora serve para setores esquerdistas na imprensa promoverem uma agenda política sem pudor. 

Gente muito preocupada com "empatia", mas que, por exemplo, deseja a morte do deputado Jair Bolsonaro diariamente.

Gente chocada com a chuva de ovos (sem trocadilhos) com a qual Lula é recebido nas cidades do Sul, mas que comemorou quando João Doria e o próprio Bolsonaro foram atacados com ovos por militantes de esquerda.

Gente que não aceita que alguém além dos terroristas do MST feche estradas para impedir que um desafeto passe.

Gente que agora acusa todo mundo de ser "robô", mas esquece que a campanha de Dilma Rousseff pagou, em 2014, com dinheiro sujo, empresas para infestarem as redes com robôs e atacar desafetos.

Gente que está inconformada com "milícias de fascistas" que os vaiam nas ruas, mas pagam, novamente com dinheiro sujo, leões de chácara e capangas para espancar opositores nas ruas. Leões de chácara e capangas que não sabemos nem se são brasileiros ou cubanos e venezuelanos importados para aplicar no Brasil os mesmos métodos de Nicolás Maduro na Venezuela.

Gente que fala mal de juízes de primeira e segunda instância, que condenam e prendem criminosos independente de partido, mas que comemoram quando togas companheiras no STF se ajoelham e beijam os pés de um condenado, chefe do maior esquema de roubalheira da história, porque este é líder do seu partido, da sua seita de degenerados.

Gente que anda promovendo boicote à Netflix por causa de uma série que desagrada seus chefões, mas que chamou de "fascismo" quando cidadãos boicotaram uma exposição com cenas de pedofilia e zoofilia.

O que a esquerda mais quer é isso. Eles podem atirar ovos, agredir, cercear, censurar, condenar, prender, cassar, boicotar, banir, proibir. Os demais só podem se calar ou fugir.

É por isso que você deve se preocupar. 

O país está numa encruzilhada: eles não são mais o que eram, mas ainda não foram totalmente derrotados. Se voltarem, não terão o mesmo pudor em tomar de você qualquer direito que eles achem que você não merece.

Sim, esta é uma guerra. E sim, você não pode nem pensar em perdê-la.
0 Comentários